Project thumb small open uri20131125 2 wsm3ix

Cerimônias Humanistas - fase 1

Um projeto de Comunidade por LiHS 

 
Loading
 
Loading
Loading

O que é uma Cerimônia Humanista?

A maioria das pessoas gostaria que eventos importantes de suas vidas fossem formalizados através de uma cerimônia. De nascimentos a casamentos, passando por bodas e funerais, cerimônias nos ajudam a reunir amigos e entes queridos, a celebrar a vida e prestar homenagem aos que se foram.

O problema é que, para uma crescente parcela da população brasileira que não se sente representada por religiões tradicionais – seja por não concordar com os dogmas ou por ser absolutamente rejeitada por elas – não há como celebrar formalmente ocasiões importantes.

Isso tem mudado. Seguindo o exemplo de países como a Inglaterra, Irlanda, Escócia e Noruega, começam a surgir alternativas seculares, isto é, cerimônias não vinculadas a quaisquer religiões.

(Veja um Vídeo de uma Cerimônia Humanista na Inglaterra)

Objetivo
O objetivo desse projeto é promover Cerimônias Humanistas no Brasil. O projeto começará de forma bem modesta — cobrindo custos de enviar uma pessoa para celebrar um único casamento — mas irá evoluir para produção de conteúdo original e promoção de Cerimônias Humanistas no Brasil de forma ampla.

Uma alternativa para não religiosos
Uma cerimônia humanista pode ajudar a expressar o significado de um momento especial na vida de pessoas sem religião ou que não se sentem representadas por religiões. Antes da popularização de Cerimônias Humanistas, muitas pessoas enxergavam em cerimônias religiosas a única maneira de participar de uma celebração, mas vivemos uma nova realidade. Um dos objetivos do projeto é justamente colaborar para que essas cerimônias sejam popularizadas no Brasil e se tornem uma alternativa real para milhares de pessoas excluídas das cerimônias tradicionais.

De que cerimônias estamos falando?
Embora tenha o foco inicialmente apenas em casamentos, a ideia do projeto em próximas fases é expandir o mesmo conceito para celebração de nascimentos (uma alternativa secular para cerimônias de batizados), bodas e funerais.

Como funciona uma Cerimônia de Casamento Humanista?
Embora algumas entidades como a British Humanist Association ou a Norwegian Humanist Association tenham suas próprias regras, sistemas de treinamento e certificação de celebrantes, não há regras ou padrões universais em relação a cerimônias humanistas.

No caso desta primeira fase, a cerimônia terá as seguintes características:

1ª O ponto central da cerimônia será uma celebração com a perspectiva Humanista Secular. Seu propósito será a celebração da vida, do ser humano e do amor com um enfoque na razão, livre de preconceitos e de conceitos sobrenaturais.

2ª As cerimônias terão características únicas e pessoais e serão elaboradas especificamente para cada casal, em conjunto com os principais envolvidos.

3ª As cerimônias serão baseadas no compartilhamento de valores essencialmente humanistas e reforçarão características que transcendem religiões ou culturas locais.

4ª As cerimônias serão desenhadas para reforçar o significado especial deste momento na vida do casal.

Quais custos serão cobertos pelo projeto? Até onde vai o projeto?

Aqui estão metas do projeto (em valores líquidos, descontados custos de operação da plataforma Catarse e recompensas)

Faixa A – Arrecadação de R$ 700,00 – despesas de viagem (gasolina, pedágio, hospedagem e alimentação) do celebrante que viajará até MG para realizar o casamento. (ATINGIDO em 29/07/2013)

Faixa B – Arrecadação de R$800,00 – cobertura de despesas da faixa A e confecção de arte digital e impressão em alta qualidade um certificado de casamento humanista para o casal. O certificado será uma lembrança que o casal guardará para sempre desse dia e a arte digital será reaproveitada em novas cerimônias (ATINGIDO em 29/07/2013)

Faixa C – Arrecadação de R$950,00 – cobertura das despesas das faixas A e B, além de registro de um domínio e contratação de plano anual de hospedagem de um site simples de divulgação do projeto.

Faixa D – Arrecadação de R$1.500,00 – cobertura das despesas das faixas A, B e C e melhorias de design de um site de divulgação do projeto.

Faixa E – Arrecadação de R$2.000,00 – cobertura das despesas das faixas A, B, C e D e produção de conteúdo a ser utilizado na formação gratuita de celebrantes Humanistas Seculares no Brasil

*Faixa F – Arrecadação de R$2.500,00 – cobertura das despesas das faixas A, B, C, D e E e divulgação do projeto em comerciais (AdSense) no Google e em alguns anúncios no Facebook por um mês

Faixa G – Arrecadação de R$3.000,00 – cobertura das despesas das faixas A, B, C, D e E Divulgação do projeto em comerciais (AdSense) no Google e anúncios no Facebook por dois meses

Faixa H – Arrecadação de mais de R$3.000,00 – Todos os recursos adicionais que eventualmente vierem a ser investidos o projeto serão utilizados na promoção de Cerimônias Humanistas no Brasil

Pretende-se com isso formar uma nova religião?
Essa é uma pergunta recorrente e uma preocupação extremamente válida. Por isso é importante frisar que realmente não existe nenhuma intenção de se formar uma doutrina ou nova religião por meio dessas cerimônias. O objetivo do projeto é promover a liberdade de expressão e os direitos de uma parcela da sociedade brasileira que está à margem de interações sociais, como cerimônias religiosas, por não desejar se coligar com nenhuma religião.

Para muitas pessoas – dentre elas, muitos ateus, agnósticos, deístas e muitos LGBTT – as cerimônias humanistas são a única possibilidade de uma celebração fora a celebração civil, normalmente breve e por vezes desconectada da filosofia de vida do casal.

Ganhos secundários
Além do impacto direto na vida de pessoas que, até então, estão sendo privadas desta possibilidade de interação social, o projeto tem o potencial de colaborar com a atenuação do preconceito contra ateus, agnósticos e deístas de todas as orientações sexuais e identidades de gênero – que não se sentem representados por religiões tradicionais.

Mostrando que não-religiosos são pessoas comuns e compartilham de muitos valores humanistas comumente atribuídos a pessoas religiosas, o projeto tem também a possibilidade de colaborar para que mais pessoas “saiam do armário” – seja para expressar sua descrença em deuses ou assumir publicamente sua orientação sexual – contribuindo com a construção de uma sociedade mais humana, livre e secular.

Interesse pelo projeto
Em uma divulgação preliminar do projeto, muitos casais se manifestaram positivamente, expressando o quão felizes ficaram ao saber da possibilidade de se casarem numa cerimônia humanista ou mesmo parabenizando a iniciativa. Entretanto, por enquanto, existem poucos celebrantes Humanistas Seculares no Brasil (a LiHS, por exemplo, tem um único celebrante, Alvaro Santos) e o custo de despesas de viagem ainda é um limitador. Um dos objetivos do projeto é justamente gerar conteúdo para auxiliar novos celebrantes humanistas, espalhados pelo Brasil, a desempenharem satisfatoriamente esse papel.

Um dos primeiros casamentos humanistas do Brasil
Um dos objetivos do projeto é bem concreto: celebrar a união de um casal que adoraria ter uma cerimônia humanista. Andréa Benetti e Ricardo Senegal se casarão em 11 de outubro de 2013 na cidade de Poços de Caldas, MG, e se o projeto alcançar os valores mínimos de arrecadação, Alvaro Santos , Diretor de Cerimônias Humanistas da LiHS, viajará até Poços de Caldas e realizará a cerimônia sem cobrar nada por isso.

Apoio
O projeto conta com o apoio da LiHS – Liga Humanista Secular do Brasil — uma associação civil sem fins lucrativos (ONG) com mais de 3.000 membros no Brasil e dezenas de milhares de curtidores no Facebook.