Project thumb small open uri20131125 2 14cbe9y

Apanhador Só - Segundo Álbum

Um projeto de Música por Alexandre Kumpinski 

 
Loading
 
Loading
Loading

A Apanhador Só é uma banda independente de Porto Alegre que planeja gravar seu segundo álbum de canções inéditas. O projeto engloba os custos de produção musical, gravação, mixagem, masterização, arte gráfica e fabricação dos discos, além dos custos necessários pra confecção de algumas das recompensas do próprio projeto.

O disco terá 11 faixas com produção musical de Zé Nigro e Gustavo Lenza, integrantes do time responsável pela produção do compacto “Paraquedas” (disponível pra download aqui). O projeto gráfico será assinado por Rafa Rocha, que já trabalhou com a banda na arte do seu primeiro álbum. O disco será gravado no segundo semestre de 2012 no Estúdio Navegantes em São Paulo e tem lançamento previsto pro início de 2013.

O financiamento coletivo (crowdfunding) é uma espécie de vaquinha virtual onde pessoas apoiam financeiramente projetos criativos em troca de recompensas que variam de acordo com o valor contribuído. Se o orçamento total for atingido, o projeto recebe o dinheiro arrecadado e é posto em prática. Se o valor não for atingido, as pessoas recebem sua contribuição de volta. Ao contrário de outros tipos de investimento, não há riscos de alguém sair perdendo no fim do processo.

Antigamente uma banda só existia se tivesse um contrato assinado com uma gravadora. Os equipamentos necessários pra se gravar um disco eram astronomicamente caros e só gravadoras podiam ter acesso a eles pra montar um estúdio. Com o avanço das tecnologias digitais de gravação, esse equipamento deixou de ser tão caro, e estúdios não ligados a gravadoras passaram a existir. Paralelamente a isso, a internet revolucionou a comunicação, e a possibilidade de troca descentralizada de informações permitiu que os próprios artistas passassem a escoar a sua produção através da rede sem precisar necessariamente que seus discos fossem parar na prateleira das lojas. Essas condições possibilitaram o surgimento e o fortalecimento de artistas independentes desgarrados das majors e de seus mecanismos de dominação de mercado – que existem até hoje (como a prática do jabá, que consiste em comprar espaços caros em programações de rádio e televisão pra dar mais visibilidade e sucesso pros artistas dos seus catálogos).

Mas nem tudo se resolveu por completo: gravar e distribuir um disco independente com boa qualidade técnica se tornou possível, mas continuou (e continua) tendo um custo relativamente alto que nem sempre o artista consegue bancar do próprio bolso. Os financiamentos governamentais são muito importantes nesse sentido, mesmo que não consigam fugir de burocracias (muitas vezes necessárias pra evitar fraudes) e dinâmicas que fazem com que os projetos tenham de passar pelo julgamento de pequenas comissões ou pelo crivo da iniciativa privada (como no caso da Lei Rouanet). Por isso, o financiamento governamental muitas vezes acaba sendo um o caminho tortuoso e não totalmente democrático entre a verba e o artista.

Nesse cenário, o crowdfunding surge como uma alternativa que não só reforça a possibilidade de uma banda se manter independente, como também simplifica e democratiza o elo entre a produção cultural e o público. Através dele, as pessoas passam a se envolver no processo não só como consumidores finais, mas também como agentes ativos na viabilização dos projetos com os quais escolhem se envolver. Por tudo isso, a Apanhador – que nasceu e quer continuar se desenvolvendo de forma independente – acredita que o financiamento coletivo é a forma ideal de viabilizar o seu segundo álbum.

– Todo mundo que colaborar com o financiamento coletivo do disco da Apanhador terá seu nome incluso nos créditos do CD, independente do valor da recompensa adquirida.
– Todos os exemplares do álbum feitos por meio do financiamento coletivo serão numerados e, se solicitado, autografados pela banda.
– Todos os colaboradores do projeto vão ganhar, além dos itens descritos nas recompensas, um brinde surpresa exclusivo e galhofeiro.
– Antes da masterização, haverá um sorteio entre os apoiadores do projeto para participar de uma pré-audição do disco, na qual poderão ser trocadas impressões, ideias e críticas sobre o material. Serão duas audições, uma em Porto Alegre e outra em São Paulo.
– Depois de pronto, o disco será disponibilizado na íntegra pra download gratuito no site da banda (www.apanhadorso.com) pra que todos – participantes ou não do financiamento coletivo – possam ter acesso ao material.

Quinzenalmente você recebe por email um diário das gravações do disco escrito pelos integrantes da Apanhador. Os textos contarão novidades, dificuldades e curiosidades em geral sobre todo o processo (desde a pré-produção até a finalização) e virão acompanhados de vídeos exclusivos.

Um CD do álbum financiado por esse projeto. Se quiser que o cd venha autografado pela banda, é só pedir e dizer pra quem é o autógrafo! O disco poderá ser retirado em shows, alguns lugares fixos a serem definidos posteriormente ou enviado pelo correio (os custos de envio não estão inclusos).

Quantidade por cota: 500

As duas recompensas anteriores acrescidas de dois bottons com arte criada pelo Rafael Rocha, responsável pelo projeto gráfico do álbum. O material poderá ser retirado em shows, em lugares fixos a serem definidos posteriormente ou enviado pelo correio (os custos de envio não estão inclusos).

Quantidade por cota: 300

As recompensas anteriores acompanhadas de dois adesivos e um pôster tamanho A2 com arte criada pelo Rafael Rocha, responsável pelo projeto gráfico do álbum. O material poderá ser retirado em shows, em lugares fixos a serem definidos posteriormente ou enviado pelo correio (os custos de envio não estão inclusos).

Quantidade por cota: 200

OFICINA DE PERCUSSÃO-SUCATA

Qualquer tipo de objeto pode se transformar num instrumento de percussão. A Apanhador utiliza, nos arranjos de várias de suas músicas, instrumentos como roda de bicicleta, ralador de queijo, conduíte, latas de manteiga, entre outros. Baseada nessa experiência, a banda organizará uma oficina de percussão-sucata focando na adaptação de objetos quaisquer em instrumentos percussivos e sua utilização prática em arranjos de músicas. Duração: de 4 a 6 horas

OFICINA DE CIRCUIT BENDING

Circuit bending é uma técnica de eletrônica que consiste em causar curtos circuitos em aparelhos eletrônicos até que eles produzam sons e ruídos interessantes. Pros arranjos desse novo álbum, a Apanhador está desenvolvendo alguns instrumentos utilizando essa técnica (que já foi brevemente utilizada no disco Acústico-Sucateiro, com um walkie-talkie modificado usado nas faixas Maria Augusta e Nescafé – disponível pra download aqui). O conhecimento adquirido a partir dessa experiência é o que vai ser dividido nessa oficina ministrada pelo guitarrista da banda, Felipe Zancanaro, e pelo técnico em elêtronica William Meier (presente só em Porto Alegre). Duração: de 4 a 6 horas

OFICINA DE GESTÃO DE BANDA INDEPENDENTE

Nessa oficina, a Apanhador (que sempre se auto-geriu) irá compartilhar a experiência que adquiriu ao longo de sua carreira independente. Os temas abordados vão desde o envolvimento com financiamento público (Fumproarte) – através do qual gravou seu primeiro álbum – até a experiência com financiamento coletivo adquirida a partir desse projeto no Catarse, passando por outros assuntos como divulgação, administração do dinheiro, estratégias de lançamento, organização interna ou qualquer outra questão colocada pelos participantes. Duração: de 4 a 6 horas

Cada um dos integrantes elabora livremente, com suas próprias mãos, 10 encartes exclusivos pro novo disco. Cada peça será única, e um vídeo com o processo de criação e feitura das artes será postado na internet. O material poderá ser retirado em shows, alguns lugares fixos a serem definidos posteriormente ou enviado pelo correio (os custos de envio não estão inclusos).

Quantidade por cota: 40

Todos os produtos do pacote de R$60 acompanhados de uma camiseta da banda, com arte criada por Rafael Rocha, responsável pelo projeto gráfico do álbum. O material poderá ser retirado em shows, em lugares fixos a serem definidos posteriormente ou enviado pelo correio (os custos de envio não estão inclusos).

Quantidade por cota: 100

Durante um ano (a partir do lançamento do disco) você tem entrada livre em todos os shows da Apanhador com direito a um acompanhante.

Quantidade por cota: 20

Uma serenata romântica – ou mesmo amigável – feita pela Apanhador debaixo da janela do seu bem-querer com três canções à sua escolha. Você pode estar junto da Apanhador na hora da serenata ou mesmo tocar/cantar junto com ela.

Obs.1: Qualquer detalhe sobre algum tipo de homenagem específica que se queira fazer durante a serenata (entrega de flores, recados, cartazes etc.) pode ser combinada previamente com a banda.

Obs.2: Válido pra Porto Alegre ou São Paulo. Pra outras cidades, os custos de viagem dos quatro integrantes da Apanhador – ou de quantos integrantes você quiser que participem da serenata – ficam por sua conta (transporte, traslado, hospedagem e alimentação). Se o show coincidir com uma eventual passagem da banda por sua cidade, não precisarão ser pagos os custos de transporte. A banda só poderá fazer a serenata em dias que não conflitarem com outros compromissos do grupo.

Obs.3: Mesmo em Porto Alegre ou São Paulo, não estão inclusos nesse valor eventuais gastos com traslado (ônibus, táxi, metrô) quando eles se fizerem necessários pra relização da serenata. A banda sempre optará pela possibilidade mais econômica de deslocamento a partir do local onde estiver situada.

A Apanhador faz um show acústico-sucateiro pra até 50 pessoas na sua casa, salão-de-festas, condomínio etc. O show acústico-sucateiro consiste numa apresentação (normalmente desplugada) em que a banda toca suas músicas apenas com violão, vozes e sucatas.
O evento deve ter caráter particular (não pode ser ligado a empresas ou marcas). Válido pra Porto Alegre e São Paulo.

Obs.1: Pra shows em outras cidades que não Porto Alegre ou São Paulo, os custos de viagem dos quatro integrantes da Apanhador ficam por sua conta (transporte, traslado, hospedagem e alimentação). Se o show coincidir com a estada da banda na sua cidade, não precisarão ser pagos os custos de transporte, e se a banda não precisar ficar mais tempo na cidade por conta do show na sua casa, também não será necessário pagar hospedagem e alimentação. A banda só poderá fazer o show em dias que não conflitarem com outros compromissos do grupo. Pra saber sobre a disponibilidade de datas ou pra tirar qualquer dúvida: apanhadorso@gmail.com

Obs.2: Se a apresentação exceder 50 espectadores, será necessário alugar equipamentos pra microfonar e amplificar os instrumentos. O aluguel desse equipamento não está incluso no valor da recompensa e precisa suprir as necessidades técnicas da apresentação (você pode pedir o rider técnico pelo e-mail apanhadorso@gmail.com).

Obs.3: Não existe data-limite pra que os shows aconteçam. Se você quiser comprar essa cota agora e só receber o show na sua casa no ano que vem, por exemplo, não tem problema.

Dica: você pode fazer uma vaquinha com seus amigos pra alcançar o valor dessa recompensa. (por exemplo, 20 pessoas pagando R$25)

A Apanhador faz um show acústico-sucateiro no centro acadêmico do seu curso ou no Grêmio Estudantil da sua escola. A apresentação acústico-sucateira consiste num show desplugado em que a banda toca suas músicas apenas com violão, vozes e sucatas. O evento não pode ser ligado a empresas ou marcas.

Obs.1: se a apresentação exceder 50 espectadores, será necessário alugar equipamentos pra microfonar e amplificar os sons. O aluguel desse equipamento não está incluso no valor da recompensa e deve suprir as necessidades do rider da banda (você pode pedir o rider pelo e-mail apanhadorso@gmail.com).

Obs.2: pra apresentações fora de Porto Alegre ou São Paulo, os custos de viagem dos quatro integrantes da Apanhador (transporte, traslado, hospedagem e alimentação) ficam por sua conta. Se o show coincidir com a estada da banda na sua cidade, não precisarão ser pagos os custos de transporte e, dependendo da organização da agenda, de hospedagem e alimentação. A banda só poderá fazer o show em dias que não conflitarem com outros compromissos do grupo.

Trilha sonora criada pela banda pra filmes ou projetos audiovisuais com até 3 faixas de 5 minutos. A trilha será feita conforme as coordenadas do responsável pelo filme e dentro das possibilidades técnico-artísticas da banda.

Obs.1: a maioria dos membros da banda já tem experiência com a realização de trilhas sonoras. Alguns exemplos se pode conferir aqui no portfólio da antiga produtora de áudio da qual o vocalista Alexandre Kumpinski fazia parte.

Obs.2: Essa recompensa não é válida pra filmes/vídeos publicitários ou ligados a empresas ou marcas.

Obs.3: Em vez da trilha sonora, você pode adquirir a mixagem de um curta-metragem através dessa cota.

Valor especial para contratação de um show plugado da Apanhador Só. Toda infra-estrutura necessária para a apresentação (reservar equipamentos de acordo com rider de som da banda, contratar profissionais técnicos, providenciar autorizações para realização do show junto a órgãos públicos competentes, além de medidas necessárias para segurança do público e da banda e sua equipe, entre outros itens) e todos os custos de transporte, hospedagem, alimentação e traslado da Apanhador (equipe de 7 pessoas), assim como o valor referente ao agenciamento e produção executiva do show (20% sobre o valor desta recompensa) ficam por conta do contratante e devem ser tratados com nossa produção pelo e-mail pamela@alavanca.art.br.

Contratação de um show acústico-sucateiro para eventos ligados a empresas ou marcas

Show acústico-sucateiro em eventos ligados a empresas ou marcas. A apresentação consiste num show desplugado em que a banda toca suas músicas apenas com violão, vozes e sucatas, a exemplo do vídeo acima. Toda infra-estrutura necessária para a apresentação (reservar equipamentos de acordo com rider de som da banda, contratar profissionais técnicos, providenciar autorizações para realização do show junto a órgãos públicos competentes, além de medidas necessárias para segurança do público e da banda e sua equipe, entre outros itens) e todos os custos de transporte, hospedagem, alimentação e traslado da Apanhador (equipe de 7 pessoas), assim como o valor referente ao agenciamento e produção executiva do show (20% sobre o valor desta recompensa) ficam por conta do contratante e devem ser tratados com nossa produção pelo e-mail pamela@alavanca.art.br.

Contratação de um show plugado do novo álbum da Apanhador Só para eventos ligados a empresas ou marcas em data a combinar até um ano depois do lançamento do disco. Toda infra-estrutura necessária para a apresentação (reservar equipamentos de acordo com rider de som da banda, contratar profissionais técnicos, providenciar autorizações para realização do show junto a órgãos públicos competentes, além de medidas necessárias para segurança do público e da banda e sua equipe, entre outros itens) e todos os custos de transporte, hospedagem, alimentação e traslado da Apanhador (equipe de 7 pessoas), assim como o valor referente ao agenciamento e produção executiva do show (20% sobre o valor desta recompensa) ficam por conta do contratante e devem ser tratados com nossa produção pelo e-mail pamela@alavanca.art.br.
- – -